sexta-feira, 31 de março de 2017

TÉCNICAS FOTOGRÁFICAS AS MELHORES TÉCNICAS DE FOTOGRAFIA MODERNAS


 
Fala Galera...O Principal atributo que um bom Fotógrafo precisa ter é o olhar apurado, porém é preciso estudar um pouco a teoria para conhecer e poder usar vários efeitos e técnicas que tornam as fotografias mais bonitas e profissionais. Então resolvi postar as 10 técnicas fotográficas mais famosas no mundo. Elas entraram no gosto popular dos fotógrafos e as fotografias surpreendentes vêm ganhando cada dia mais fãs no mundo. 

= Técnica Water Drops: 
 
A origem é incerta, mas o Water Drops: o mundo em uma gota d’água, é considerada a técnica mais queridinha dos fotógrafos modernos,o alemão Markus Reugels captura o mundo em gotas d'água. Fotógrafo amador, Ele trabalha como instalador de pisos de madeira, diz que suas imagens mostram coisas belas nas quais não pensamos na nossa vida diária ou que não conseguimos ver com nossos próprios olhos. A ideia para a série de imagens "Refração" surgiu quando Reugels viu uma foto do homem-aranha refletido em uma gota. Ele decidiu que queria produzir o mesmo tipo de fotografia. Para alcançar o resultado, ele usa fotografia em alta velocidade e captura o momento exato em que a gota cai em frente a uma imagem, que pode ser a fotografia de um planeta, do símbolo de um super-herói ou uma imagem abstrata. A luz, a distância do mapa, tudo precisa estar perfeito. O elemento mais importante é a luz, porque ela dá profundidade à gota. Já o fotógrafo britânico Dave Wood criou uma série de fotografias Water Drops, onde ele captura imagens contidas em gotas d’água, em macro. Muitas pessoas pensam que as imagens estão sendo refletidas pela água, mas é exatamente o contrário: Dave usa uma imagem ao fundo, de cabeça para baixo e invertida e captura a luz que é refratada através da gota de água, processo semelhante ao que acontece com a nossa retina. A gota, por ter uma forma esférica, refrata a luz de forma a inverter a imagem do fundo, e então ela chega à superfície da gota da forma correta.

= Técnica Bokeh: 
 
A palavra “Bokeh” vem do termo original “Boke”, que, em japonês, tem um significado próximo a “Desfoque”. Esse efeito possui uma definição bastante ampla e é facilmente reconhecível, porém muitas vezes ele é confundido com a fotografia macro. Apesar de serem efeitos quase que complementares, eles não são exatamente a mesma técnica. O Bokeh é reconhecido principalmente pelo desfoque em forma de disco que é ocasionado pelas luzes ou áreas ao fundo da imagem, parecendo bolinhas, na maior parte dos casos. Alguns fotógrafos colocam filtros na frente da lente com formatos especiais, como uma estrela ou coração, para que os desfoques do Bokeh fiquem com essa forma. Para conseguir uma imagem com Bokeh é preciso diminuir a profundidade de campo aumentando ao máximo a abertura da lente, como se faz em uma fotografia macro. É necessário desfocar as fontes de luz do fundo para que elas se transformem nas bolinhas na sua imagem. É possível conseguir o efeito de Bokeh em áreas escuras, porém se o fundo for muito “chapado”, com formas muito grandes e sem detalhes, tudo o que se consegue é uma boa fotografia macro mesmo. O efeito Bokeh é conseguido pela distorção dos detalhes e pequenas fontes de luz no fundo da imagem.

= Técnica Lens Flare: 
 
Adorado pelos fotógrafos Paisagistas, O Lens Flare nasceu como uma imperfeição, porém acabou caindo nas graças dos fotógrafos e hoje é usado de propósito como um efeito estético na fotografia. O Lens Flare nada mais é do que uma distorção do raio de luz quando ele entra diretamente pela lente, porém pelas bordas, não exatamente pelo centro. Por exemplo, quando você aponta a câmera para o céu e o sol está causando um reflexo nas laterais da fotografia ou ainda na borda de algum elemento da paisagem. Isso acontece bastante em fotografias do pôr do sol, já que nesse horário o astro está iluminando diretamente a lente em um ângulo favorável.

= Técnica Golden Hour: 
É Uma das técnicas mais bonitas da fotografia. Pois não é só o Lens Flare que aparece melhor e mais naturalmente no pôr ou no nascer do sol. Esses horários são especiais dos fotógrafos. Eles são chamados de “Golden Hour”, ou “A Hora de Ouro” no inglês, e são perfeitos para fotografias de retrato ao ar livre. O que favorece a estética da fotografia nesses horários é a angulação do sol, que está iluminando diretamente os elementos da foto em um ângulo de frente, e não muito inclinado. A iluminação é mais suave e as sombras são menos “Duras”, porém toda a cena é iluminada, causando um efeito dramático interessante. Em alguns casos, o reflexo do sol encobre os elementos da foto criando um filtro natural que parece deixar a foto com menos contraste, sendo esse também um tipo de lens flare. A Hora de Ouro é ótima para fotos de Paisagens selvagens, book de casais e imagens poéticas. Mas é preciso ser rápido ao fotografar nessas horas do dia, já que essa condição de luz vai embora muito rapidamente: aproximadamente meia hora de manhã e meia hora à tarde.

= Técnica Proporção Áurea: 
 
A regra dos terços é uma sugestão para a disposição dos elementos em uma foto, de forma que eles fiquem mais bem distribuídos. Para isso, é preciso dividir a tela mentalmente em nove partes e tentar enquadrar o elemento principal em um dos quatro pontos centrais,  Estudos indicam que, quando olhamos para uma imagem, esses pontos são aqueles em que nós prestamos atenção inicialmente, sendo que essa disposição valoriza a fotografia e o que é fotografado. Porém, essa não é a única regra para a disposição dos elementos na fotografia. Se você quiser ir um pouco além, pode adotar a Proporção Áurea,muitas vezes chamada de Retângulo de Ouro. A sua origem é matemática e muito antiga, mas o que interessa para o fotógrafo é conhecer a disposição desse retângulo. Essa proporção forma um retângulo com uma espiral perfeita, sendo que isso está bastante presente na natureza e torna a fotografia mais agradável aos olhos. Procure enquadrar o centro da imagem no centro da espiral, fazendo com que o resto pareça estar seguindo essa linha imaginária de maneira suave. Nem sempre isso é possível, porém os resultados são agradáveis ao olhar e tornam a foto mais bonita. Use um programa de edição posterior para cortar a foto na proporção correta, já que o Retângulo de Ouro possui o tamanho um pouco diferente do que as fotografias normais das câmeras fotográficas.

= Técnica Panning: 
Esse é um efeito interessante e, apesar de ser difícil no começo, pode ser feito por qualquer pessoa com uma câmera e muita paciência. O Panning acontece quando o fotógrafo registra um objeto em movimento, mas faz com que ele pareça imóvel e a sensação de velocidade venha do fundo em “movimento”. Para que isso aconteça, é preciso mover a câmera na mesma velocidade e direção do que o objeto em movimento, acompanhando a sua trajetória. O obturador precisa ficar aberto tempo o suficiente para pegar o movimento, porém não muito a ponto de deixar toda a imagem borrada e tremida geralmente um segundo é suficiente. Para conseguir uma fotografia perfeita é preciso muito treino, já que isso requer que você mexa a câmera exatamente na mesma velocidade aparente do objeto fotografado. Porém, Pannings parciais,quando o objeto está quase completamente focado, com algumas pequenas distorções também têm a sua beleza.

= Técnica Longa Exposição: 
Dominar o uso da longa exposição pode levar muito tempo, porém é uma das técnicas que mais possuem aplicações práticas dentro da fotografia. Imagens do céu, lightpaintings, fotografias noturnas e muito mais, tudo isso é possível deixando o obturador aberto por mais tempo do que o usual. Nós já ensinamos como criar desenhos utilizando a luz com a técnica do lightpainting neste artigo, e aqui você pode ver como é bem mais fácil do que parece fotografar estrelas e o seu movimento no céu, mas não é só isso que a longa exposição pode fazer. Você pode criar cenários fantasmagóricos em cidades, fazer com que o mar se torne uma grande colcha de algodão e não para por aí. Para fotografar com pouca luz usando a longa exposição é preciso de um tripé ou apoio firme, além de uma câmera com ajustes manuais de diafragma e exposição. Câmeras automáticas conseguem alguns bons resultados, porém com mais limitações.

Técnica Contraluz: 
 
O efeito de contraluz nada mais é do que quando o objeto a ser fotografado é colocado entre a câmera e a fonte de luz, fazendo com que a iluminação fique na parte de trás do elemento e não na frente, como o usual. Isso faz com que o fundo fique mais claro e produz lindas imagens de silhuetas. Já falamos aqui sobre como fotografar silhuetas; você pode ler neste artigo. O resultado do uso do contraluz é uma imagem com muito contraste entre a parte clara e a escura, já que a lente não consegue balancear a iluminação tão bem quanto os nossos olhos. O outro uso desse efeito é mais brando e é muito usado para fotografar retratos. Trata-se de uma luz contrária mais suave e, geralmente, com uma angulação indireta, causando um brilho leve, apenas servindo como uma “borda” que destaca a pessoa do fundo. Esse tipo de contraluz pode ser feito de maneira artificial, com o uso de uma luz traseira posicionada acima da pessoa ou objeto, ou pode ser natural, usando a luz solar e uma barreira natural que ajude a produzir sombra, como árvores, nuvens ou uma parede. Uma dica, é Utilizar a Hora de Ouro para conseguir efeitos interessantes com o contraluz.
 
= Técnica Newborn: 
É A técnica mais famosa atualmente. A fotografia Newborn, é uma modalidade muito difundida nos Estados Unidos, Europoa e Austrália, que agora está caindo no gosto dos brasileiros. É uma sessão onde apenas fotógrafos capacitados e treinados podem realizar. Os registros são feitos sem roupinhas ou com acessórios próprios para recém-nascidos. É necessário também que o bebê esteja em sono profundo, para permanecer nas poses e passar a tranquilidade do momento nas imagens. Recomendamos aos pais que no dia da sessão, venham com paciência pois os bebês são muito sensíveis aos sinais de ansiedade ou nervosismo, aconselhamos também que usem roupas leves pois mantemos o ambiente aquecido e tranquilo, para que fique sempre confortável para o bebê. A sessão pode ser feita em estúdio, na residência do cliente e ainda em sessões externas. O sucesso dessa arte se deve ao fato de que uma vez que o bebê nasça, o seu desenvolvimento se dá de uma forma muito rápida e logo os primeiros dias de vida, ficam esquecidos conforme o progresso do bebê. Fotografá-los em seus primeiros dias de vida permite que os pais possam guardar para sempre estes primeiros encontros, comportamento e feições que com o desenvolvimento ficam para trás. A tradução literal de Newborn é recém-nascido, porém o conceito fotográfico, abarca elementos que vão além de uma mera conceituação médica. A ideia do Newborn é exatamente mostrar através de imagens poéticas, a maneira como o bebê se comportava ainda dentro da barriga da mãe. A maior parte das imagens retratam os recém-nascidos nus ou em mantas. A arte de fotografar Newborn é complexa, pois estamos lidando com um objeto frágil que acabou de nascer. Cuidados fisiológicos ao posicionar o bebê são primordiais, assim como a luz, técnica e poses. A fotografia visa enfatizar de fato uma continuidade da vida uterina; detalhes de pés, posicionamentos de tronco, pernas, mãos,comportamento e feições, são aspectos essenciais para reforçar a personalidade de cada bebê.

quarta-feira, 29 de março de 2017

AS FOTOS MAIS FAMOSAS DA HISTÓRIA AS 10 FOTOS MAIS FAMOSAS DO MUNDO

FALA GALERA...NESSA ERA DIGITAL AS FOTOGRAFIAS DIZEM MAIS QUE AS PALAVRAS. ENTÃO CONFIRAM ABAIXO AS 10 FOTOGRAFIAS MAIS FAMOSAS DO MUNDO...TOP 10 COM AS 10 FOTOGRAFIAS MAIS FAMOSAS DA HISTÓRIA: 

10° A Mãe migrante De 1936 Por Dorothea Lange:
 
A Mãe migrante De 1936...Um ícone da Grande De­pressão e uma das fotos mais famosas dos Estados Unidos. Florence Owens Thompson na época com 32 anos, desolada por não ter comida para alimentar os filhos. Jornalistas americanos passaram décadas tentando localizar a mãe e seus sete filhos. No final dos anos 1970 ela foi encontrada, não prosperara muito. Vivia em um trailer. Fotografia: Dorothea Lange. 

09° Autoimolação De 1963 Por: Malcolm Browne:
 
 Autoimolação De 1963...Em 11 de Junho de 1963 durante uma manifestação na cidade de Saigon, Vietnã, contra a política religiosa do governo, o monge budista vietnamita Thich Quang Duc ateou fogo em seu próprio corpo em um processo de autoimolação. A chocante foto de Thich Quang Duc virou um mártir da resistência à guerra na Ásia. Fotografia: Malcolm Browne. 

08° Phan Thi Kim Phúc De 1972 Por: Fotografia: Nick Ut:
 
Phan Thi Kim Phúc De 1972...A Ganhadora do Prêmio Pulitzer em 1973 e a mais famosa fotografia de guerra de todos os tempos. Kim Phuc a garotinha nua que corre ao longo de uma estrada perto de Trang Bang, no sul do Vietnã, após um ataque aéreo com napalm. Para sobreviver, Kim arrancou a roupa em chamas do corpo. Fotografia: Nick Ut. 

07° Massacre da Praça da Paz Celestial De 1989 Por: Jeff Widener:
 
Massacre da Praça da Paz Celestial De 1989...A imagem mais famosa da revolta estudantil chinesa de 1989. Um jovem solitário e desarmado invade a Praça da Paz Celestial e anonimamente faz parar uma fileira de tanques de guerra. Sua identidade e seu paradeiro são desconhecidos até hoje. Em 2000, o rebelde desconhecido foi eleito pela revista “Time” como uma das pessoas mais influentes do século 20. Fotografia: Jeff Widener. 

06° Che Guevara Guerrilheiro Heróico De 1960 Por: Alberto Korda:
 
Che Guevara Guerrilheiro Heróico De 1960...Um Ícone Pop, Guevara participava de um memorial às vítimas de uma explosão de barco que matara 136 pessoas, quando foi fotografado por Alberto Korda, em 5 de março de 1960. Embora a autoria seja de Korda, a foto foi imortalizada pelo artista irlandês, Jim Fitzpatrick, que criou uma estampa em monotipia baseada na foto e a colocou em domínio público. Fotografia: Alberto Korda. 

05° O beijo da Times Square De 1945 Por: Alfred Eisenstaedt:
 
O beijo da Times Square De 1945...Fotografia imortalizada pela revista “Life”. Durante o anúncio do fim da guerra contra o Japão, em 14 de agosto de 1945, o fotógrafo Alfred Eisenstaedt registrou um marinheiro beijando uma jovem mulher de vestido branco. A mulher foi identificada mais tarde, na década de 1970, como Edith Shain. A identidade do marinheiro permanece desconhecida e controversa. Mas está é apenas uma das versões. Fotografia: Alfred Eisenstaedt. 

04° Os Beatles atravessando a Abbey Road De 1969 Por: Iain Macmillan:
 
Os Beatles atravessando a Abbey Road De 1969...Uma das fotografias mais famosas da musica foi feita no dia 8 de agosto de 1969. A fotografia que imortalizou o fotógrafo escocês Iain Macmillan foi tirada do lado de fora dos estúdios Abbey Road, em Londres. Foram feitas seis fotos. Reza a lenda que o fotógrafo só teve dez minutos para clicar os músicos atravessando a faixa de pedestres da famosa rua londrina. Lennon teria dito: “Vamos tirar logo essa foto e sair daqui, deveríamos estar gravando o disco e não posando pra fotos idiotas”. McCartney aparece de pés descalços na fotografia, fato que alimentou a lenda de que ele estaria morto, vítima de um acidente de carro três anos antes. Fotografia: Iain Macmillan.

03° Einstein mostrando a língua De 1951 Por Arthur Sasse:
 
Einstein mostrando a língua De 1951...Outro ícone Pop, Einstein acabara de ser homenageado por seu aniversário de 72 anos. Diante da perseguição dos fotógrafos e repórteres que pediam que fizesse uma pose, mostrou a língua para demonstrar seu descontentamento com o assédio. Embora essa versão tenha sido confirmada pelo fotógrafo, existem outras teorias e hipóteses menos críveis, por exemplo, um suposto protesto antibomba atômica. Fotografia: Arthur Sasse. 

02° A criança e o Abutre De 1993 Por Kevin Carter: 
 
A criança e o Abutre De 1993...A polêmica fotografia de uma menina, que estava se arrastando em direção a um posto de alimentação. Foi registrada pelo fotógrafo sul-africano Kevin Carter, em 1993. Foi adquirida pelo New York Times, ganhou o prêmio Pulitzer de 1994, e deu mais resultado do que qualquer outra reportagem para chamar a atenção sobre a fome no continente africano. Porém, levantou a questão que acompanhou o fotógrafo até sua morte. O que ele tinha feito para salvar a criança? Todos queriam saber, e Carter dava diferentes versões. Chegou a dizer que esperou cerca de vinte minutos para que o abutre fosse embora e, como tal não sucedia, rapidamente tirou a foto, espantou o abutre açoitando-o, e abandonou o local o mais rápido possível. Muitas vozes se levantaram na época contra a atitude de Carter, comparando-o de certa forma ao abutre e questionando-o porque não tinha ajudado a criança. O Mundo viu, nessa foto, a morte e a fome, a morte pela fome. A opinião pública apressou-se a julgar e a condenar sumariamente a alegada frieza com que teria agido Kevin Carter, considerando que o fotógrafo poderia, e deveria, ter feito alguma coisa para salvar a criança. Kevin sentiu o mesmo e foi essa dor que o levou a pôr termo à própria vida, incapaz de suportar a ideia de não ter ajudado a salvar a criança,Ele se suicidou-se. 

01° Menina afegã De 1984 Por Steve McCurry:
 
Menina afegã De 1984...Com os olhos Simplesmente imortais, Sharbat Gula tinha 12 anos quando foi fotografada durante uma reportagem da National Geographic sobre a ocupação soviética no Afeganistão. Se tornou uma das fotografias mais conhecidas do mundo. Em 2002, o fotógrafo Steve McCurry, autor da fotografia, reencontrou Gula, então, com 30 anos, numa região remota do Afeganistão. Ela não tinha a menor idéia do impacto que sua foto causou na civilização ocidental,e a difícil vida das mulheres naquela região estava estampado nas rugas de Sharbat Gula. Fotografia: Steve McCurry.

= Sharbat Gula Atualmente:

segunda-feira, 27 de março de 2017

HORIZON ZERO DAWN O JOGO DE ALOY

Fala Galera...Com Uma Estética, e Um Conceito Único,Horizon Zero Dawn Se Tornou a Nova Febre Dos Games. Horizon Zero Dawn é um jogo eletrônico RPG desenvolvido pela Guerrilla Games e publicado pela Sony Interactive Entertainment exclusivamente para o PlayStation 4 lançado em 28 de fevereiro de 2017. Esta é a primeira propriedade intelectual criada pela Guerrilla desde Killzone em 2004 e seu primeiro jogo de RPG. Horizon Zero Dawn acontece a mil anos no futuro em um mundo pós-apocalíptico onde criaturas mecanizadas colossais dominaram o mundo, e vagam em uma paisagem fora do controle da humanidade. Aloy, uma caçadora que utiliza sua velocidade, esperteza e agilidade para permanecer viva e proteger sua tribo contra a força, o tamanho e o poder bruto das máquinas. Em Horizon Zero Dawn um RPG de ação,os jogadores controlam Aloy, uma caçadora e arqueira, à medida que ela progride através de um mundo pós-apocalíptico, dominado por criaturas mecanizadas como robots dinossauros. Os componentes destas criaturas, como a electricidade e o metal, são vitais para Aloy sobreviver, sendo que ela tem de revistar os cadáveres destas criaturas em busca de recursos. Os jogadores têm várias formas de matar os inimigos, como criar armadilhas, disparar setas, utilizando explosivos, combate corpo a corpo, ou fazendo mortes silenciosas. O combate divide-se assim em três estilos distintos; um usa tácticas furtivas, um outro mais orientado para o poder de fogo do jogador e um último focado na criação de armadilhas. Também existe a possibilidade de criar novos itens através de materiais e partes mecânicas espalhadas pelo mundo. Através de um sistema de "regalias", o jogador pode personalizar o seu personagem para melhorá-lo de acordo com o seu estilo ou forma de jogar.
O jogo tem um cenário futurista, pós-apocalíptico de mundo aberto, que pode ser explorado pelos jogadores quando não estão a completar missões. Horizon: Zero Dawn inclui um sistema de dinâmico de clima e um ciclo dia-noite. Horizon: Zero Dawn não tem qualquer forma de tutorial, por forma a encorajar os jogadores a aprender a derrotar os inimigos através do método de "tentativa e erro". A Guerrilla Games referiu que o jogo não tem telas de carregamento. Horizon Zero Dawn acontece a mil anos no futuro em um mundo pós-apocalíptico onde criaturas mecanizadas colossais dominaram o mundo, e vagam em uma paisagem fora do controle da humanidade. Ao longo do tempo, a evolução humana regrediu até uma sociedade tribal de caçadores e coletores que sobrevive por entre florestas imensas, cordilheiras imponentes e as ruínas atmosféricas de uma civilização antiga enquanto as máquinas selvagens se tornaram cada vez mais poderosas. O jogador controla Aloy, uma caçadora que utiliza a velocidade, esperteza e agilidade para permanecer viva e proteger sua tribo contra a força, o tamanho e o poder bruto das máquinas.
A produção começou em 2011, depois do lançamento de Killzone 3. A Guerrilla Games anunciou que estava a criar uma nova propriedade intelectual baseada na série Killzone. Foram criados cerca de quarenta conceitos para o jogo, entre eles estava Horizon Zero Dawn, aquele a que o director Mathijs de Jonge chamou de "o mais arriscado". Quando este conceito foi escolhido, uma equipe de 10 a 20 pessoas começaram a construir protótipos para o jogo; muitos dos elementos incluídos nesses protótipos ficaram no jogo. Foram escritas cerca de vinte histórias diferentes, explorando vários conceitos e personagens. A história foi escrita por John Gonzalez, o escritor principal de Fallout: New Vegas. Os vários elementos da história permaneceram intactos desde o inicio da produção. Depois de terminada a produção de Killzone: Shadow Fall, foi movido mais pessoal da Guerrilla Games para trabalhar em Horizon.
O jogo explora a justaposição entre a beleza do mundo e os seus perigos, analisando particularmente a definição de humanidade por não estar "no topo da lista da vida". A equipa quis dar ênfase à exploração ao dar um sistema de busca, assim como a inclusão de itens através do mundo que podem ser usados como meio artesanal ou para melhorar a saúde. Horizon Zero Dawn não tem qualquer forma de tutorial, por forma a encorajar os jogadores a aprender a derrotar os inimigos através do método de "tentativa e erro". A equipa desejou que o jogo tivesse menus interativos simples, especialmente eliminando os complicados usados para a fabricação artesanal. A equipe revelou que o jogo revelou ser um desafio técnico. Horizon Zero Dawn está a ser criado com o motor usado em Shadow Fall, no entanto sentiram que o motor era difícil de se adaptar para Horizon, no que toca aos tempos de carregamento e distancias. Para descobrirem como alguns elementos trabalham em jogos de mundo aberto, a equipe procurou ajuda para o design, a arte e para outros campos técnicos.
Enfim Galera...A arte conceitual, com dinossauros robóticos, assim como o nome de código do jogo, Vazou para a Internet em Setembro de 2014. Horizon: Zero Dawn foi oficialmente revelado durante a conferencia de imprensa da Sony na E3 2015. Espera-se um lançamento mundial em 2017, em exclusivo para a PlayStation 4. O vídeo de revelação mostrado durante a E3 2015 recebeu aclamação da crítica e recebeu diversos prêmios incluindo "Melhor Jogo Original", atribuído pelo painel de juízes da Game Critics Awards. Vlw Galera Ate.

Postagens populares

Postagens populares